quinta-feira, 18 de junho de 2009

Testemunho de vida (frança)


Maria Azevedo




De 1890 até à 1949 , a Igreja do Nazareno, em Cabo Verde. Maria José Azevedo serviu o Senhor sobre l' ilha enfrentou durante vinte e dois anos. Ela se é dado ao trabalho a tempo inteiro, sem apoio financeiro do exterior. Como tivesse recebido uma formação de instrutora, começou uma escola. Seguidamente, com as crianças, ia de aldeia em aldeia, e começava escolas do Domingo. A partir deste trabalho inicial, um renascimento começou entre as crianças, e durou vários anos. As crianças tinham as suas próprias reuniões. Havia pouco muito de exemplares da Bíblia, e nenhuma outra literatura cristã, então as crianças copiavam dos versículos bíblicos as umas para os outros, para aprender-o de memória. Alguns saber o Evangelho de Lucas em totalidade, e mesmo dos outros livros da Bíblia. Aquando estas reuniões, certas crianças que não tinham mesmo qual bens a vestir para ir ao culto veio ao Senhor. Quando a Sra. Adelina Domingues de New Bedford, Massachusetts, aos Estados Unidos, entendeu que a sua velha amiga Maria Azevedo trabalhava com muito poucas Bíblias e nenhum recolhimento de cantos nem nenhum material para escola do Domingo, recolheu cem dólares um Domingo para enviar Bíblias e Novos Testamentos. Marie ganhava o dinheiro para apoiar a sua família pela costura e o fabrica de renda, mas gastava muitas sobre as crianças carentes. Dava um pouco de sopa ou algum outro alimento tanto à crianças que possível, exactamente para salvar-lhes a vida. Tomava nela em tantos pobres único possível. Uma vez, então que fazia a evangelização, um funcionário é convertido quando viu seu precioso e corajoso Evangelho. Durante cinco anos no início dos anos 1930, praticamente apoiou a igreja à ela única. Pasteur Dias era doente, as pessoas eram desencorajadas, a igreja aos E.U.A parecia pronta para retirar o seu apoio, e a missão se preparava a fechar. Marie ocupa a educação e as tarefas pastorea, e prestado em tantos serviços único possível. Por último, em 1936, os missionários (a rotação e a Sra. Everette Howard) chegaram. Pasteur Dias e a sua mulher tem partido atrasado dois anos, para tomar a sua reforma nos Estados Unidos, onde as suas crianças se eram instalados. Maria Azevedo era doente durante vários anos, mas continuou fielmente o seu trabalho até' à sua morte, à Praia, o 19 de Abril de 1949.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Familia pastoral

Familia pastoral
Pr.Fernando Dionisio,Pra.joana Dark,Ramon, Rubém,Sillas

SEJÁ BEM VINDO

Pesquisar este blog

MSN

RADIO EM ADORAÇÃO